Live: Entenda a proposta de tratamento da esclerose sistêmica no SUS – importância da participação de médicos e pacientes na consulta pública nº 08 da Conitec

O Ministério da Saúde quer ouvir médicos e pacientes sobre o fornecimento de medicamentos no SUS para tratamento da esclerose sistêmica, a proposta de tratamento inclui apenas 10 medicamentos na lista do SUS, deixando de fora medicamentos essenciais com o micofenolato e os novos medicamentos. Para entender a proposta do Ministério da Saúde e saber como podemos contribuir na consulta pública, conversaremos com o Dr. Percival Sampaio, médico reumatologista, colaborador do Conselho Científico da ABRAPES. Participem dessa conversa que acontecerá hoje, dia 30 de março às 20 horas, nas redes sociais da Abrapes, Grupo Garce, Rede Nordeste, Grupo EncontrAR, Grupar-BR e Biored Brasil. 

  • Live: 30/03 às 20 horas

Assista no Youtube: https://youtu.be/0yHtxJs8VQQ 

Participantes 

  • Dr. Percival Sampaio – reumatologista conselho científico Abrapes
  • Cleu Lima  – representante nacional da Abrapes @abrapesoficial
  • Marco Aurélio Azevedo – Diretor institucional do GARCE @grupogarce 

Moderação:

  • Priscila Torres – Grupar/EncontrAR.

Realização:

  • ABRAPES – Associação Brasileira dos Pacientes com Esclerose Sistêmica
  • Grupo Garce e Rede Nordeste de Reumatologia
  • Grupo de apoio ao paciente reumático Brasil 
  • Biored Brasil 
  • Grupo EncontrAR
  • Associação Brasileira Superando o Lúpus
  • Grupo de apoio ao Paciente Reumático de São Paulo
  • Instituto Vidas RaraS

Apoio:

  • Sociedade Brasileira de Reumatologia

Saiba mais sobre a proposta de atualização do protocolo de esclerose sistêmica: 

Ministério da Saúde, apresenta a proposta de atualização do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Esclerose Sistêmica, incluindo o fornecimento de apenas 10 medicamentos e não recomenda a incorporação dos novos medicamentos essenciais para o tratamento da doença no sistema público de saúde. Ou seja, o acesso a medicamentos para os pacientes esclerodérmicos pode ficar ainda pior no SUS e nos planos de saúde. 

Confira a lista de medicamentos que serão fornecidos no SUS após a aprovação deste protocolo:

  1. Azatioprina
  2. Besilato de anlodipino
  3. Captopril
  4. Ciclofosfamida
  5. Metotrexato
  6. Metoclopramida
  7. Nifedipino
  8. Omeprazol
  9. Prednisona
  10. Sildenafila

Exemplos de medicamentos que não serão fornecidos no SUS e nos planos de saúde, caso este protocolo seja aprovado:

  • Bosentana
  • Micofenolato
  • Nintedanibe
  • Rituximabe
  • Tocilizumabe
  •  Iloprosta

O Ministério da Saúde, através da consulta pública nº 08/Conitec, solicita a opinião por meio da participação social de pacientes, médicos e toda a sociedade civil nesta consulta pública, é o que nos explica a Dra. Cristiane Kayser, médica reumatologista da  Escola Paulista de Medicina e  coordenadora da comissão de esclerose sistêmica da Sociedade Brasileira de Reumatologia. Confira o vídeo e participe da consulta pública.

Como participar da consulta pública:

Visite o site: www.conitec.gov.br – clique em consulta pública

  1. Selecione Consulta Pública n°08;
  2. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Esclerose Sistêmica;
  3. Clique em faça aqui sua contribuição;
  4. Preencha o formulário online;
  5. Na pergunta 16: conte a sua jornada de convivência e tratamento da esclerose sistêmica, explicando os desafios e dificuldades de acesso aos medicamentos e tratamento multidisciplinar;
  6. Na pergunta 17: explique o que é importante constar no protocolo de tratamento da esclerose sistêmica, cite os medicamentos essenciais, se você usa um dos medicamentos que não serão incorporados, conte como é importe que o SUS venha a fornecer estes novos medicamentos. E se, você não utiliza estes novos medicamentos, conte como é importante que o SUS disponibilize estes medicamentos, para que se em algum momento você vier a precisar, esteja disponível.

Recordamos que as decisões do SUS, influenciam as decisões da ANS, logo, se os medicamentos não são fornecidos no SUS, dificilmente poderão ser fornecidos no plano de saúde. Por isso, a hora é agora, participe da consulta pública e faça a sua parte.

Serviço:

Consulta Pública nº 08 da CONITEC/MS

Atualização do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde

Prazo máximo para envio das contribuições: 06 de abril de 2022

Link do relatório: https://4et.us/r9khnx

Link para participar da consulta pública: https://4et.us/r9khne

Deixe o seu comentário