Medicamentos proibidos no Brasil são vendidos frequentemente na área da Rua Uruguaiana, no Centro do Rio

Vendedores realizam a comercialização de comprimidos utilizados para aborto e pílulas de estimulante sexual sem receita médica

Uma reportagem do RJTV mostrou que medicamentos de uso proibido estão sendo vendidos livremente ao entorno do comércio popular na Rua Uruguaiana, no Centro do Rio. Comprimidos utilizados para aborto e pílulas de estimulante sexual são comercializados sem receita médica.

Na ação, cinco homens foram flagrados pela reportagem na comercialização dos remédios. Geralmente, os envolvidos interceptam mulheres e casais oferecendo os produtos ilegais, que podem causar, sem acompanhamento de receituário médico, problemas à saúde.

Um dos medicamentos vendidos é o Cytotec, que é usado para o tratamento de úlcera, e que também é utilizado para provocar o aborto. Uma pessoa, que trabalha na região, falou que a venda dos medicamentos é feita o dia inteiro. Ela ainda disse que as autoridades estão sempre presentes no local, mas mencionou que nada é feito para coibir a prática ilegal dos vendedores.

“Isso é um absurdo. O dia inteiro vendendo ali Cytotec, vendendo Pramil. Substâncias proibidas. Fazem mal à saúde, levam a pessoa à morte. Passa todo mundo ali o dia inteiro, o dia todo, e nada é feito. É vendido à luz do dia, na cara dura, sem nenhum tipo de pudor e nenhuma vergonha”, disse à reportagem do RJTV.

Ainda de acordo com a denúncia feita pela equipe, os valores das medicações são vendidos entre R$ 500 a 1,1 mil. Eles ainda aceitam parcelamento no cartão e, se possível, realizam a entrega pessoalmente com o comprador. Essa não é a primeira vez que a venda de medicamentos proibidos é realizado na região da Rua Uruguaiana. Nos anos de 2017 e 2019, já ocorreram flagrantes da comercialização ilegal do remédio Cytotec.

Fonte: Jornal São Gonçalo.

Deixe o seu comentário