Falta de medicamento para gripe provoca alerta em Ribeirão

Junto com consórcio Conectar, Ribeirão Preto pede o envio de estoques do Tamiflu, utilizado no tratamento da gripe

A Prefeitura de Ribeirão Preto informou que aguarda os governos Federal e Estadual para reposição do medicamento antiviral Oseltamivir, conhecido como Tamiflu, para o tratamento de casos graves da gripe Influenza.

Conforme o apurado pela reportagem do acidade on Ribeirão, o município já recebeu resposta do Governo de São Paulo que o medicamento deve chegar ao almoxarifado da secretaria estadual da Saúde na sexta-feira (07/01) e que será distribuído para os municípios em seguida.

A situação também afeta outros municípios do País, tanto que o consórcio Conectar, criado ano passado para compra de vacinas e insumos para o combate da covid-19, enviou ofício na quarta-feira (5) ao ministério da Saúde, no qual é solicitado o envio de estoques do Tamiflu ou que sejam disponibilizados recursos compra do produto.

“A intensa demanda por atendimento ambulatorial tem gerado o esgotamento dos estoques de alguns medicamentos tanto nas redes públicas de assistência farmacêutica quanto nas privadas”, informou o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), por meio da assessoria. Nogueira é vice-presidente do consórcio na região Sudeste.

Pedido de apoio  

Além do medicamento para tratamento da gripe, o ofício enviado pelo consórcio Conectar pede auxílio do ministério da Saúde para ampliação da testagem rápida para a covid-19, como o envio de testes e de estruturas fixas ou móveis para realização dos exames.

“As unidades de atendimento à população, por mais que tenham tido a expansão necessária, estão sendo demandadas para além de sua capacidade de atendimento”, informa o documento.

Fonte: A Cidade On.

Deixe o seu comentário